sábado, 27 de setembro de 2008

Censura

"Censura é o uso pelo estado ou grupo de poder, no sentido de controlar e impedir a liberdade de expressão. A censura criminaliza certas ações de comunicação, ou até a tentativa de exercer essa comunicação. No sentido moderno, a censura consiste em qualquer tentativa de suprimir informação, opiniões e até formas de expressão, como certas facetas da arte."
Mas afinal, censura seria uma maneira de alguma entidade de poder "controlar" a população?
Eu, pessoalmente, condeno a censura.É claro que há coisas que não deveriam aparecer na televisão ou serem ditas no rádio, por mais que eu considere que a verdade deva sempre prevalecer.Mas em alguns países os níveis de censura são realmente elevados, como por exemplo a Austrália onde um jogo de terror foi recentemente banido, ou a própria China que censurou notícias e websites durante o período das Olimpíadas.E, do jeito que a coisa anda, o Brasil não está muito longe disso.
Vamos exemplificar com o episódio de Counter Strike.Eu costumava jogar em uma lan house que ficava perto de onde eu morava, e admito, o jogo é de fato violento. Mas há várias controversas envolvendo este tipo de censura, como, por exemplo, o fato dos jogadores terem que pagar de alguma maneira para jogar(através da compra do jogo ou de horas nas lan houses) de modo legal, o que já indica que aquilo não é exibido publicamente, e sim, os jogadores que vão atrás desse tipo de violência, que, na verdade, pode ser muito útil, pois cientistas já provaram há anos que os jogos ajudam no desenvolvimento do raciocínio rápido, e no caso deste jogo, ele também poderia ser útil para desestressar.E, além do mais, há uma faixa etária que ajuda na disserção de quem deve ou não jogar; logo se forma o perfil de um público específico para esta violência.
Agora, pense em Tom and Jerry, que passa todas as manhãs no SBT, onde crianças estão sentadas em frente de suas televisões.Pense nas animações da Disney, todos aqueles animais se matando e tudo em uma alta definição de imagem e áudio.É claro que são desenhos animados e que aparentemente são inofensivos para crianças, mas se analisarmos bem, podemos concluir que são programas violentos que podem incentivar essas crianças à violência, pois elas não estão indo atrás dos desenhos, é habitual elas assistirem televisão de manhã e esta violência está sendo imposta à elas.
Eu, por ser um jogador de MMORPG´s, tenho uma séria tendência a sempre defender a idéia de que não pode haver censura em jogos, mas é evidente que os mesmos não são impostos à toda a população, porque um público em específico, como eu já disse antes, é que vai atrás deles.
Agora, se bem me recordo, não faz muito tempo em que houve uma novela da Globo onde, no primeiro episódio, Ana Paula Arósio aparecia em uma cena quente, despida de suas vestes, protagonizando junto de Edson Celulari, se não me engano.Isso com a maior naturalidade.
E então, por que as pessoas que vão por pura e espontãnea vontade atrás de um determinado conteúdo de violência devem ter seu acesso restrito ao mesmo e, as pessoas que estão em casa jantando no horário nobre podem ver mulheres peladas em um canal aberto?
Esta, eu quero que você me responda.

6 comentários:

Bia disse...

Muito bom!! Parabens!

Anônimo disse...

Maravilhoso sua postagem sobre a Censura. É isso aí guri!!! Concordo com teus exemplos.
Parabéns!!!
Estou orgulhosa de Você, amor!
Beijinhos no teu coração.

Tia Mara.

Vera disse...

Responder a sua pergunta é um tanto difícil.Não concordo com jogos violentos assim como não acredito que "toda nudez será perdoada"Acredito q os jogos ajudam no desenvolvimento mas exercem um poder maior,um facínio pela violencia q acaba muitas vezes
levando a criança e o jovem a cometer atos com graves consequencias.Lembro de um caso ocorrido numa cidade do Rio Grande do Sul,de uma familia q tinham 2 filhos,no interior custuma-se engordar porcos para consumo e vendo q os pais haviam matado um porco e colocado no freezer,as crianças foram brincar de"matar porco" por sorte não matou o irmão apenas o trancou no freezer.Casos como esse existem aos montes por aí assim como nos jogos o instinto de caça é despertado e leva o jogador ao êxtasi eliminando o "advesário" ou o "monstro" q em sua mente pode ser o pai,a mãe,ou aquela pessoa que de alguma forma o fez sentir-se humilhado e se essa criança ou jovem não tiver uma familia bem esclarecida e equilibrada um dia poderá cometer um delito induzido pelo jogo.
Quanto a nudez acho sim que perdemos muito sem a censura pois hoje não existe mais o sensualismo e sim o sexoalismo,perdemos agraça e o encanto da sedução pq está tudo escancarado de forma que não há mais "conquistas"e sim
"pegadas".Posso estar errada mas concordo q deva existir talvez não censura mas um controle no que pode ou não pode ser apresentado na tv e tambem uma autorização dos pais e um termo de responsalidade pelos atos praticados por seus filhos induzidos pelos jogos.
Parabéns por mais esse artigo filho,serei sempre sua fã,mesmo nem sempre concordando a liberdade de expressão é livre e devemos exerce-la.
vera

BruniLda disse...

CHEGAA DE CENSURA, TODO MUNDO SE PEGANDO E SE COMENDO \O/ hehehehehehehe!

Olha andré, eu posso até te ensinar, mas pra isso tu precisa ter um prédio alto, ou um poço sem fundo ou um abismo ;)

Beijo gordo ;*

ronaldo disse...

Oi Andre!

CENSURA!!!!, também to fora.
Como se, já não bastasse a da época do regime militar. Me lembro que naquela época obscura, perguntei a um colega o que ele achava de um determinado assunto, e ele me disse: " eu não acho nada, pois o ultimo que achou alguma coisa...não acharam mais ele" rs rs rs.
Mas pra quem sobreviveu as daqueles tempos, as de hoje, não passam de mera hipocrisia.
O povo romano, no coliseu, após assistirem lutas entre gladiadores, não saiam de lá, cometendo nenhuma especie de atrocidade. Está mais que provado que, "nós", os seres humanos, precisamos sim, constantemente de um pouco de adrenalidade, para que possamos enfrentar com mais tranquilidade e serenidade o nosso o dia a dia. Ainda bem que na minha função tenho-a, e até demais.
Um abraço.
Ro

Anônimo disse...

Como sempre adorei o texto do André, ele realmente promete esse garoto , que sensibilidade e categoria ele tem pra se expressar , nossa ele me lembra muito meu filho Ricardo que tb adora escrever e ler. Ainda bem que esses dois te muito futuro e não usam a cabeça so pra separar as orelhas.